Fé Campeã | World Women´s Handball Championship
World Women´s Handball Championship

World Women´s Handball Championship

22dez2013. O resultado foi histórico e a surpresa foi grande,mas era um dos objetivos do técnico dinamarquês Morten Soubak quando assumiu a seleção brasileira de handebol em 2009 - Chegar ao pódio em 2013. O time cresceu nos últimos anos, graças ao investimento financeiro e à um convênio feito a dois anos com o time austríaco Hypo Nö, levando as melhores jogadoras da seleção para uma das ligas mais competitivas do mundo. "Estamos imensamente felizes,"  comemorou Morten Soubak após a classificação para a final. " Mas, acima de tudo orgulhosos desse jogo e de todo o campeonato... Mais uma vez dou parabéns para as meninas pela dedicação, disciplina e pelo apoio que dão umas às outras. Em alguns momentos não conseguimos fazer gols, mas conseguimos defender. A palavra foi defender....
Eduarda Amorim, foi escolhida melhor jogadora do campeonato e Alexandra Nascimento, escolhida melhor jogadora em 2013, foi a segunda maior goleadora com 54 gols, atrás apenas da Alemã Susann Müller. "É uma honra poder participar desse momento histórico e trazer esse título para o handebol brasileiro!!,"  escreveu Duda Amorim no facebook. "Obrigada principalmente às meninas e comissão que ajudaram na conquista desse sonho! Vocês são merecedores!!! Agradeço também toda a energia enviada para o outro lado do mundo por vocês! Obrigada pelo carinho, por todos os recados, msg que aos poucos tentarei responder... E muito obrigada pela recepção calorosa do Brasil inteiro e principalmente de Blumenau! Obrigada a minha família e em especial ao meu marido que estiveram me apoiando todo esse tempo!!! Feliz Natal a todos! Fiquem com Deus! E um grande beijo no coração!"

Em 2012, antes da sexta colocação nos Jogos Olímpicos de Londres, Duda deixou uma mensagem para aqueles que estão começando no esporte. "Coloquem um objetivo em suas vidas e corram atrás. O esporte não é e nunca será fácil. A persistência e fé em Deus são peças fundamentais para a sua carreira. Eu comecei em Blumenau/SC e apesar de todas as dificuldades já conquistei o mundo. Sou um exemplo que pode confirmar que o handebol vale a pena! Não existem barreiras para quando temos um sonho."  respondeu a campeã húngara, européia e mundial.

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!