Fé Campeã | Rugby Six Nations Championship
Rugby Six Nations Championship

Rugby Six Nations Championship

15mar2014. Foi a 15a edição do Six Nations, que teve Irlanda, Inglaterra, País de Gales, França, Escócia e Itália. Na última rodada Irlanda e Inglaterra estavam empatados mas a Irlanda precisava de apenas 2 pontos a mais para conquistar o campeonato. O Irlandês Jonathan Sexton foi o jogador que mais marcou no torneio (66 pontos) e Andrew Trimble o segundo melhor com 3 tries e 15 pontos. Graças a sua velocidade, agilidade e forte tackling, o jovem Trimble está se tornando um dos jogadores mais importantes do time com a aposentadoria de alguns jogadores. Cristão devoto, ele acredita que a decisão de jogar aos domingos é a melhor maneira de celebrar o talento que Deus lhe deu, comparado com os jogadores Michael Jones, campeão mundial de 1987, e Euan Murray do País de Gales, que não jogaram aos domingos. "Sim, eu tenho sempre pensado sobre isso e considerado," explicou Trimble. "Mas para mim sinto a responsabilidade de honrar a Deus nas segundas, terças, quartas ou sábados. Deus me deu a habilidade de jogar rugby e que melhor maneira de honrá-lo e glorificá-lo."
Num esporte onde há uma competição feroz e ás vezes violenta, Trimble sabe que deve separar o jogo de sua missão fora de campo. "Se você é ou não cristão, se você está no esporte e competitivo você está sempre num limite feroz,"  disse. "Mas há uma linha tênue entre a ética de jogo e a esportividade que requer que você pense com cuidado, e por isso que pessoalmente é realmente importante que eu faça a coisa certa. Como um cristão, a melhor preparação antes do jogo é sentar num lugar tranquilo comigo e ler o Salmo 84. Parte do salmo diz, 'Melhor é um dia na sua casa do que mil em outro lugar; prefiro estar na porta da casa de Deus do que morar nas tendas dos maus.'..."
Andrew não considera o rugby apenas um trabalho, mas uma oportunidade de testemunhar o reino de Deus. "Sinto que é fácil na Irlanda ser um cristão e passar todo o tempo com crentes, porque existem muitos de nós. Se não existisse o rugby poderia facilmente ficar com meus amigos cristãos. Mas isso é uma coisa que realmente não quero que aconteça. Rugby pra mim é meu campo missionário e por isso é tão precioso pra mim. Deus me colocou num ambiente onde não há muitos cristãos então é um privilégio especial ser uma testemunha ali. Uma responsabilidade acompanha, entretanto. Deus não me dá este talento para as pessoas pensarem: 'Wow, ele é um grande jogador," mas Ele me dá este talento no rugby para que eu possa compartilhar Jesus com estas pessoas."

 

Fontes

http://www.e-n.org.uk/p-3414-Faith-on-the-wing.htm
http://www.newlife.co.uk/show.php?id=150
http://www.eden.co.uk/blog/sport/five-top-players-on-gods-rugby-squad-p11248

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!