Fé Campeã | Winter Paralympic Games Sochi
Winter Paralympic Games Sochi

Winter Paralympic Games Sochi

16mar2014. "As pessoas com deficiências tradicionamente discriminados pela sociedade, e desmotivados pela sua própria condição existencial, têm nas paralimpíadas uma oportunidade para elevar sua auto-estima, direta ou indiretamente, além de provar para todos o seu valor como atleta e cidadão." (Colanaweb.com) Para o russo Roman Petushkon, que conquistou 6 medalhas de ouro nos Jogos Paralímpicos de Inverno em Sochi 2014, a frase acima é verdadeira. Ele perdeu suas pernas num acidente de carro e descobriu no esporte sua realização pessoal. "O acidente mudou minha vida pra melhor," explicou antes de Sochi o campeão que em Vancouver obteve uma medalha de prata e uma de bronze. "Eu costumava ser despreocupado, não precisava de nada na vida. Não tinha objetivos. Descobri que o que será, será. Tudo mudou quando me tornei um atleta paralímpico. Não estou contando com nada nestes Jogos. Aceitarei qualquer medalha que Deus me conceder." Ele conquistou as medalhas no cross country 15km, 20km sentado, e no revezamento 4x2,5km, além de 3 medalhas no biathlon, 15km, 12,5km e 7,5km.

No feminino, as russas Mikhalina Lysova e Alena Kaufman dominaram suas categorias, mas foi a alemã Andrea Eskau que se destacou ao vencer o Biathlon de 6km e a prova de Cross Country de 5km. Agora ela é campeã olímpica nos Jogos Paralímpicos de Inverno e Verão com os 3 ouros no
ciclismo em Pequim e Londres. Após suas provas, Ela disse ao R.sport, "Acho que isso é destino. Antes da prova eu pensava, "se Deus me ama, ele vai tirar meus maus resultados durante a semana," disse a atleta que desistiu de algumas provas por causa de uma crise de asma. "Eu não
tinha nada em meu tanque, então basicamente corri por amor e com ar quente hoje. Estou feliz que funcionou."

Na prova de 12km sentado tivemos uma surpresa, a ucraniana Lyudmyla Pavlenko chegou na frente de favoritas com a campeão no biathlon Svetlana Konovalova e a americana Oksana Masters, medalhista nos Jogos de Londres 2012 (remo). "Em outubro passado eu queria deixar o
esporte," disse pavlenko que também ganhou a prata nos 5km. "Cheguei ao meu treinador e contei que isso era tudo, não podia mais (competir). (Mas agora) isso aconteceu. Em cada subida eu implorei a Deus para me dar energia, força e velocidade. Isto é um milagre pra mim."

Fontes

http://en.rsport.ru/olympics/20140309/733582618.html

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!