Fé Campeã | Formula One World Championship
Formula One World Championship

Formula One World Championship

24nov2013. Sebastian Vettel começou a temporada 2013 defendendo o campeonato, junto com sua equipe campeã mundial de construtores, a Red Bull Racing e com 13 vitórias no campeonato de 19 provas, conquistou o título de 2013 faltando quatro corridas para a etapa final. Ele bateu o
recorde de vitórias numa temporada e de acúmulo de pontos. Vettel também coleciona vários recordes de mais jovem piloto: o mais jovem a fazer parte de um treino oficial, o mais jovem a marcar pontos, a liderar uma corrida, a marcar a pole-position e a ganhar uma prova.
Para muitos críticos o segredo do sucesso de Vettel está na tecnologia da equipe Red Bull, como o sistema de tração, tecnologia dos pneus e chassis. Mas a experiência e maturidade de Vettel tem crescido a cada temporada, como ele revelou numa entrevista antes do Grande Prêmio da India 2012. "Se você venceu o último campeonato ou não, tem que começar de novo e eu tenho que provar que sou bom o suficiente para fazer isso. Ainda, nós cometemos erros mas o mais importante, não fazemos isso duas vezes."
Na temporada de seu primeiro título mundial, Vettel também teve que demonstrar sua personalidade de campeão dizendo que a auto-confiança e sua resposta positiva às críticas no meio da temporada foram determinantes para conquistar o campeonato. Auto-confiança e fé fazem parte de suas crenças pessoais. "Não vou à igreja, mas acredito nela," disse em entrevista ao La Stampa.it. "Há uma relação entre fé e o que eu faço. É como se eu acreditasse que traria sorte e me ajudaria."
Vettel teve que se sacrificar para ser o número 1. "Quando era jovem posso lembrar os dias quentes em que todos iam para a piscina depois da escola e eu ia direto pra casa e pulava em minha bike e suava por duas horas." Ele não ficava pensando em ser campeão apenas pensava na próxima corrida. "Em muitas maneiras, corridas motorizadas é o mesmo que qualquer outro negócio. Você tem um alvo para alcançar e você trabalha incrivelmente duro para aquilo," explicou. "O dia que você alcança, é a melhor coisa que pode acontencer com você. Então você começa a olhar o próximo desafio."
E para quem pensa que o gesto típico do campeão do dedo levantado, seja arrogância ou algo relacionado a fé, veja um comentário com explicação mais detalhada de um fã que procurou durante anos a razão verdadeira, já que Vettel é reservado com assuntos pessoais. Em 2006, Vettel bateu com seu Formula Renault 3,5 a 170 mph, rodando na pista. Por sorte, somente sua mão ficou machucada e após ser levado para o hospital, foi retirado um pedaço de fibra de carbono e quase perdeu parte da mão. Em vez de recuperar em casa do acidente, Vettel retornou às provas e talvez o dedo de número 1 fosse uma brincadeira entre ele e o cirurgião que ajudou a salvar seus dedos. Talvez o estranho senso de humor de Vettel revelasse uma brincadeira ou superstição dizendo: "ok meu dedo está bom" ou após cada corrida ele tinha que esticar o dedo para alongar os músculos e dizer para todos, está tudo bem..., ou talvez seja uma compilação de tudo...

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!