Fé Campeã | Jogos Olímpicos Rio 2016 - Boxe - Robson Conceição
Jogos Olímpicos Rio 2016 - Boxe - Robson Conceição

Jogos Olímpicos Rio 2016 - Boxe - Robson Conceição

16/08/2016. O baiano Robson Conceição derrotou o frances Sofiane Oumiha na final da cat. até 60kg, conquistando o primeiro ouro olímpico da história do boxe para o Brasil.

O ex-feirante, ex-ajudante de cozinha, ex-vendedor de picolé e limão nos semáforos de Salvador, precisou vencer 4 adversários para superar as frustações das últimas duas olimpíadas, quando foi eliminado na primeira luta. A luta mais dura foi na semifinal contra o cubano favorito Lázaro Àlvarez, campeão olímpico e tricampeão mundial. A comissão técnica cubana contestou a decisão dos juízes, com muita confusão e provocações entre os dois países. Mas Robson nem se importou. Ele estava focado em alcançar o sonho tão esperado. "Esse título olímpico significa ainda mais pela infância que eu tive, e também pelas derrotas em Pequim e Londres," disse. "Foi a luta mais difícil da minha vida. Ele demonstrou muita garra e técnica, mas graças a Deus eu saí campeão", disse Conceição após o título.

Durante a noite, Robson mal dormiu. Acordou às 5h para retirar o ponto que precisou levar depois de sofrer um corte no supercílio na semifinal. Tomou café, almoçou e depois se isolou no quarto. Tentou dormir, em vão. Geralmente, antes das lutas, Conceição cumpre o ritual de isolamento. Ouve música gospel, embora não seja evangélico, e faz orações a Deus. Conta que pediu para que nem ele nem seu oponente saíssem muito machucados do combate.
"Em Pequim e Londres eu ficava feliz em ver tudo, conhecer as coisas. Agora foi diferente. Eu me desliguei, não acessei as redes sociais. Nem sair para a Vila dos Atletas para trocar os pins eu fui", disse.

Sua mulher, Érica, assistia a todas as lutas com a filha do casal, Sophia, 2, no colo. “Ele é merecedor por toda a dedicação. Na luta final eu já sabia que ele seria campeão, porque ele me passou bastante confiança, porque ele disse que seria campeão e eu já esperava essa vitória. Quando levantaram o braço dele, eu comemorei com a nossa filha e minha sogra. Agora ele entrou para a história sendo o primeiro medalhista olímpico do país no boxe”, disse a companheira de Robson, que também é atleta do mesmo esporte.

O treinador do campeão olímpico, Luiz Dorea, se emocionou ao falar do orgulho que sente de Robson e destacar que o título não é apenas do atleta e de sua equipe, mas “de toda a Bahia “. “Estou muito emocionado por mais uma grande conquista para o boxe na Bahia, mas não estou surpreso, porque ele foi preparado para o ouro. Estou muito agradecido a Deus, porque melhor momento não poderia ter, com uma olimpíada no Brasil, e essa medalha inédita, com um campeão olímpico”, disse o professor.

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!