Fé Campeã | The Rugby Championship 2015
The Rugby Championship 2015

The Rugby Championship 2015

09ago2015. Este ano o 2015 Rugby Championship, competição anual entre os principais times do hemisfério sul (Argentina, Australia, África do Sul e Nova Zelândia), foi realizada com apenas um jogo entre os times, em vez de dois (um em casa e outro fora), por causa da proximidade da Copa do Mundo de Rugby 2015, que começa dia 18 de setembro. A Austrália conquistou seu primeiro título, após vencer todos os 3 jogos. A favorita e atual campeã do mundo Nova Zelândia ficou na segunda colocação, enquanto que Argentina tem evoluído ficando na terceira colocação, após superar a África do Sul por 37 a 25 em Durban, África do Sul.

O Wallaby Adam Ashley-Cooper foi o maior marcador da Austrália com 15 pontos, mas é o flanker David Pocock que tem chamado a atenção da mídia por causa de seu ativismo contra as mudanças climáticas, trabalho escravo e homofobia. Na vitoria contra a Argentina por 34 a 9, Pocock foi escolhido Melhor da partida e no jogo decisivo com a Nova Zelândia, ele literalmente deu sangue pelo time, sendo substituído por Blood bin (sangramento).

Após lançar sua própria marca de calçado para protestar contra o trabalho escravo, e fazer campanha pelo casamento heterosexual, um dos melhores jogadores do mundo está indo além agitando a igreja e um multi-bilionário mercado encabeçado por Nike, Adidas e outros. "Desmond Tutu, que foi enorme na África do Sul no combate ao Apartheid, disse que ser neutro na injustiça é apenas apoiar o status quo."

Crescido como um Cristão, Pocock destaca a hipocrisia de sua própria religião. E ele não se casará com sua parceira Emma Palandri enquanto seus amigos gays não tiverem os mesmos direitos. "Testemunhar a injustiça sobre os grupos minoritários, e ter a oportunidade em pequena escala de estar solidário a eles, foi realmente importante pra nós,"  disse o jogador que dirigi sua própria entidade filantrópica, a EightyTwenty Vision, que ajuda uma comunidade remota do Zimbabue, seu país natal. "Li que na África Oriental 200 mil crianças estão trabalhando nas piores condições de trabalho infantil nos campos de cacau. Isto é apenas ridículo."

"Eu realmente acredito que seguir o Cristo não violento do Novo Testamento é como nós devemos louvá-lo," explica. "Para mim, minha fé está relacionada em comprometer minha vida em ajudar aqueles a quem Jesus veio salvar, e vendo a igreja como a comunidade de crentes comprometida em seguir Jesus. Acho que seguir Jesus significa não se conformar com o mundo mas permitir que nossas vidas sejam transformadas (Romanos 12:1-2).

Outros jogadores dos Wallabies também estão seguindo a mesma linha, como Will Skelton e Israel Folau. Eu sou um grande crente em Jesus Cristo," disse Skelton. Sou um grande acreditador que ele me deu os dons para glorificar seu nome e quero usar este dom o melhor que posso e isso é jogar rugby, jogar pesado e cuidar da minha família."

Já Israel Folau acredita que tudo que aconteceu em sua carreira se deve ao momento que se converteu de Mórmon para a fé cristã. "As pessoas podem pensar que (meu sucesso) é sorte ou coincidencia mas todas as coisas que vem acontecendo - Tenho colocado em um monte de trabalho pesado mas acredito que Deus fez isso acontecer."

Fontes

http://www.dailytelegraph.com.au/sport/rugby/wallaby-and-force-flanker-david-pocock-is-happy-to-take-on-the-world/story-fn8ti7yn-1226302171258
http://www.abc.net.au/religion/articles/2011/12/02/3382170.htm
http://www.dailytelegraph.com.au/news/nsw/israel-folau-credits-his-relationship-with-the-man-upstairs-with-making-him-one-of-the-worlds-best-footballers/story-fni0cx12-1227026182662
http://www.smh.com.au/rugby-union/australia-rugby/wallabies-grower-will-skelton-motivated-by-a-religious-zeal-20150704-gi56x9.html
 

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!