FORMER WORLD RECORD HOLDER 2018/2019 - Olympic and World Champion kathleen Baker (USA)

FORMER WORLD RECORD HOLDER 2018/2019 - Olympic and World Champion kathleen Baker (USA)

26jul2020. Kathleen começou nadar cedo e aos 12 anos já havia quebrado dois recordes nacionais. Ao mesmo tempo que crescia a paixão pela natação, ela começou a passar mal com dores e cãibras no estômago, além de sofrer constantemente com febre, vômitos e diarréia.

Após "milhões de consultas" e os esforços de sua mãe para manter seu peso corporal, ela foi diagnosticada com Doença de Crohn, uma doença crônica sem cura que ataca os intestinos, criando úlceras e outros problemas no organismo. "Escutando o diagnóstico aos 13 anos, senti que minha carreira na natação tinha acabado," disse à série Staying on Top / Off the Blocks do canal USA Swimming. "Fiquei devastada e pensei que não seria capaz de realizar nada neste esporte."

Dez anos depois, Kathleen alcançou seu sonho de ser uma nadadora profissional e uma atleta olímpica, ganhando o ouro no revezamento 4x100m estilos em 2016, além de outros 3 ouros em campeonatos mundiais e 3 pratas nas provas individuais em 2016, 2017 e 2018. 

Durante o Mundial 2017 realizado em Budapeste, Kylie Masse do Canadá ganhou o ouro nos 100m costas com o tempo de 58.10 segundos e recorde mundial. Atrás de Kylie chegou Kathleen que após a prova colocou um lembrete em seu celular. Todos os dias, às 20h, ela recebia a mensagem com o tempo de 58.10. Foram 367 dias de treino, motivação e superação, até que a americana superou o recorde no campeonato americano cravando 58 segundos. 

Todo o sacrifício tinha valido a pena. Ir morar próximo do centro de treinamento em Charlotte, no SwimMAC Carolina, estudar o colegial em casa para ter mais tempo de treino, além de todo o tratamento para a doença que incluia 14 comprimidos por dia e infusões IV a cada 5 semanas antes de descobrir o regime atual de 2 injeções por dia. "Não teve um dia que não pensei sobre isso ou adaptar algo," disse a 4x campeã da NCAA pela Universidade da Califórnia "Mas tendo a doença de Crohn me fez gostar de natação um milhão de vezes mais."

"Através da adversidade, tentei manter uma mentalidade positiva e saber que Deus tem um plano para mim. Talvez se não for meu plano...   saber que há um lá pra mim e acreditar em mim no percurso," disse a nadadora que cita Jeremias 29:11 em sua descrição do Instagram 

Fontes
https://www.sfgate.com/collegesports/article/Kathleen-Baker-battles-Crohn-s-disease-while-12750820.php
https://www.wxii12.com/article/triad-olympian-kathleen-bakers-life-outside-the-pool/28420770
https://journalnow.com/sports/olympics/kathleen-baker-still-completely-in-shock-over-making-u-s/article_e17921a6-034f-5b3b-a30d-312aca93c4e2.html?mode=jqm
https://www.farmale.com.br/kathleen-baker-superou-a-doenca-de-crohn-para-ser-a-mais-rapida-do-mundo/