Fé Campeã | IAAF WORLD ATHLETICS CHAMPIONSHIPS DOHA 2019 - CHRISTIAN TAYLOR - USA - TRIPLE JUMP
IAAF WORLD ATHLETICS CHAMPIONSHIPS DOHA 2019 - CHRISTIAN TAYLOR  - USA - TRIPLE JUMP

IAAF WORLD ATHLETICS CHAMPIONSHIPS DOHA 2019 - CHRISTIAN TAYLOR - USA - TRIPLE JUMP

01out2019. O americano Christian Taylor conquistou seu quarto título mundial, mantendo sua supremacia na modalidade. Mesmo saltando abaixo de seu personal best (18,21m), o bicampeão olímpico ficou a frente do compatriota Will Claye (17,74) e do atleta de Burkina Faso Hughes Fabrice Zango (17,66).

Após o ouro em Londres 2012, Taylor teve que se reinventar como atleta. Após fazer os saltos com as mesmas passadas por muito tempo, ele tentou trocar as pernas. Suas marcas pioraram mas ele estava em êxtase. E perguntava para Deus porque aquilo estava acontecendo. 

Quando ele começou a vencer o campeonato universitário e o primeiro mundial (2011) ele imaginou como era grande o plano de inspirar pessoas e mostrar a todos o amor de Deus. Mas ele nem tinha mídias sociais e não sabia o que significava isso. Então isso tocou nele como uma única oportunidade de brilhar a luz do amor de Deus e ser uma influência positiva. Mas o Mundial não era nada comparado com as Olimpíadas. Então em Londres, ele teve a oportunidade de glorificar a Deus com seus pulos. 

Voltando pra casa ele decidiu se batizar. Naquele domingo na igreja o pastor desafiou a congregação a sentir o momento da sua vida, quando o técnico te chama para dentro do campo. Ele viveu aquilo, fazendo o melhor para Deus e decidiu dedicar sua vida para o Senhor. Ele sempre foi um cristão e agora estava tentando viver o nome que seus pais deram, entretanto, dedicar sua vida não siginificava que sua carreira iria decolar. De fato, nos próximos dois anos, ele passaria pelas maiores adversidades de sua carreira. Ele começou a se lesionar e finalmente chegou ao ponto de pensar em desistir. Taylor era exemplo para sua irmã e a decisão que ele tomaria afetaria ela, então ele decidiu ensiná-la a PERSEVERAR.

Foi neste momento que ele decidiu trocar as passadas. Ele ganhou apenas um evento em 2014, mas estava forte em 2015 e nas seletivas 2016. Neste ponto ele não precisava mais do ouro para se sentir completo. Sua prioridade era ser seguidor de Cristo. Ele destacou o salmo 1 que fala em fazer as coisas certas. Ele queria viver aquilo. Se ganhasse ou não o ouro em 2016, ele iria glorificá-lo no processo.

"Eu pulei 17,81m em 2012 e apesar de me reinventar como saltador triplo entre as duas olimpíadas, saltei 17,86 em 2016. Ás vezes sinto como andando para trás na vida, ou que as coisas estão caindo aos pedaços, mas minha história apenas mostra que Deus tem você exatamente onde Ele precisa que você esteja. E Se você colocar sua confiança Nele, você poderá ir além na vida do que você jamais foi."

Fontes
https://www.athletesforgod.com/christian-taylor/page-1

Não existem comentários ainda, seja o primeiro a comentar!